Na manhã desta terça-feira (13) o sindicato dos Correios Paraná optou pelo fim da paralisação que acontecia desde segunda-feira (12). A retomada do trabalho deve acontecer a partir nesta quarta (14). Ainda pela manhã mais de 96 mil empregados trabalhavam normalmente em todo o Brasil. No Paraná, esse número foi de 5.793, o que equivale a 98,7% do efetivo do Estado.

Os trabalhadores dos Correios estavam de braços cruzados desde a meia-noite de segunda. A decisão foi tomada na semana retrasada em assembleias realizadas em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava e Ponta Grossa.

Até o fechamento desta matéria 14 dos 32 sindicatos dos Correios, que haviam aderido à paralisação, decidiram encerrar o movimento e retornar ao trabalho na manhã desta terça.

Reivindicações

De acordo com a categoria a greve foi motivada pelas mudanças nas regras impostas ao plano de saúde do funcionários e pelo sucateamento da empresa, a falta de recursos de trabalho e as demissões constantes, medidas que, segundo eles, estão sendo tomadas pela empresa visando a privatização.

Apesar das reclamações feitas pelo trabalhadores, na noite de segunda-feira (12), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, que os 106 mil funcionários dos Correios terão que começar a pagar parte da mensalidade do plano de saúde oferecido pela estatal.

Greve dos Correios continua após decisão contrária à categoria