Um homem entrou na missa comemorativa ao aniversário de São Paulo, na Catedral da Sé, com uma punhal. Ele chegou próximo ao altar, chamando atenção estar malvestido. De repente, ele começou a gritar e chegou próximo à área onde estavam as autoridades, entre elas o prefeito Gilberto Kassab (DEM), o subprefeito da Sé, Andréa Matarazzo, os ministros Luiz Marinho (Previdência ) e Carlos Lupi (Trabalho), os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Romeu Tuma (PTB-SP) e o presidente da Assembléia paulista, Vaz Lima, além do secretário da Justiça Ronaldo Marzagão. Também presentes na missa d. Luiz Cappio, que fez a greve de fome contra a transposição do São Francisco, e o rabino Henri Sobel.

A missa era celebrada pelo cardeal de São Paulo. d. Odilo Scherer. Seis seguranças tiveram que intervir para imobilizar o homem, que conseguiu ferir o agente da pastoral da criança, Ivan Gomes. Um capitão da policia militar também foi ferido na tentativa de desarmá-lo, que ainda carregava um instrumento musical, um cavaquinho. Após a interrupção, a cerimônia continuou. O homem não identificado foi encaminhado ao 1º. Distrito Policial no centro da cidade.