Um homem morreu depois de ser baleado na porta do Fórum Lafayette, no bairro Barro Preto, na região centro-sul de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), Rafael Henrique Zerlotini Gomes, de 22 anos, foi emboscado por criminosos ao sair de uma audiência no II Tribunal do Júri. Um rapaz identificado como Diego Marques, de 21, foi preso e assumiu que atirou no rival por vingança. Pelo menos mais quatro pessoas foram detidas acusadas de participar do crime.

De acordo com a PM, ao deixar o fórum onde foi prestar depoimento, Gomes entrou em um táxi com sua mãe. Logo depois, um atirador se aproximou do veículo e começou a atirar. A vítima foi atingida quatro vezes e ainda foi encaminhada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), mas não resistiu. Marques foi preso logo depois, próximo ao fórum, e alegou que matou o rival porque Gomes teria participado do assassinato de um primo do acusado e ainda estaria ameaçando sua mãe. Com ele foi apreendida uma pistola calibre .765 que teria sido usada no crime.

Dois homens e uma mulher suspeitos de participar da execução foram presos pouco depois também nas imediações do fórum. Segundo a PM, também foi detido um homem que participava da audiência e é suspeito de ter avisado a Marques o momento em que Gomes deixaria o local. Todos foram encaminhados para o Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP) da Polícia Civil.