O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) decidiu refazer as audiências públicas do processo de licenciamento ambiental da usina nuclear Angra 3. O órgão publicou nesta sexta-feira (25) um aviso no Diário Oficial da União marcando três novas audiências no Rio de Janeiro: no dia 25 de março, em Angra dos Reis, no dia 26, em Paraty, e no dia 27, em Rio Claro.

O Ibama teve de remarcar as audiências, porque, no início do mês o Ministério Público Federal (MPF) conseguiu uma liminar na Justiça Federal de Angra dos Reis (RJ) suspendendo a validade das audiências públicas realizadas entre os dias 19 e 21 junho de 2007. Por causa disso, o processo de licenciamento ambiental do projeto foi paralisado.

A Eletronuclear, estatal responsável pela obra, admitiu há cerca de duas semanas à Agência Estado que o problema com o licenciamento deverá atrasar em pelo menos dois meses o cronograma da obra. Assim, o início da concretagem, que estava previsto para setembro, só deve ocorrer em novembro. Apesar do anunciado atraso no cronograma de Angra 3, o governo classificou o andamento do projeto como "adequado" no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), divulgado no início da semana.