Brasília – Mais de cem índios protestaram ontem, em frente ao Palácio do Planalto, contra a política indigenista do governo. Eles pediram a substituição do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Eduardo Almeida, e rapidez nos processos de demarcação de terras. Xavantes, funiôs, terenas, pankararus, pankararés, cauiás, mundurukus e cariris se juntaram para dançar o toré, ritual de tribos do Nordeste, na beira do espelho de água do palácio. O grupo, que chegou à Praça dos Três Poderes às 6h30, pretendia entregar um relatório com as reinvindicações ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Depois de nove horas de espera, uma comissão formada por oito lideranças foi recebida por Cézar Alvarez, assessor do secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci. “O Lula tem de substituir o presidente da Funai”, afirmou o cacique xavante Tserero B?ô, da Terra Indígena Parabubure, Mato Grosso.