A indústria e o varejo estão unindo esforços para coibir a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. A Ambev, principal fabricante de cervejas do País, e a rede supermercadista Grupo Pão de Açúcar, anunciaram hoje uma parceria que contará com ações nos pontos de venda e de marketing focadas na responsabilidade dos estabelecimentos comerciais de impedir a compra de bebidas alcoólicas por menores.

No caso dos supermercados, um sistema instalado nos caixas de 395 lojas das redes Pão de Açúcar, Extra e Assaí, em São Paulo e no Paraná, já emite um sinal de alerta para o atendente do caixa quando o cliente faz a compra de cerveja ou vinho. Se a aparência do consumidor for inferior a 25 anos, as atendentes estão treinadas a só concluir o processo de venda após a apresentação da carteira de identidade. Os treinamentos e as campanhas de conscientização para os colaboradores das lojas foram desenvolvidos com a Ambev.

Em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o sistema aplicado nos caixas do Grupo Pão de Açúcar poderá ser replicado, sem custo, aos demais associados da Abras. “É um sistema muito parecido aos de outros países. É uma garantia adicional de que não serão vendidas bebidas alcoólicas a menores de idade”, afirmou o presidente da Abras, Sussumu Honda. O Brasil conta com 80 mil pontos de venda, entre pequenas, médias e grandes redes de supermercados.

A expectativa do Grupo Pão de Açúcar é de que o sistema seja expandido, a partir de outubro, às lojas dos demais estados do País. Nos supermercados, haverá cartazes explicativos, adesivos nas cancelas dos estacionamentos, em placas nos carrinhos, no descanso de tela dos monitores dos caixas, em banners, entre outros materiais, para alertar sobre a proibição.

Para atingir bares e restaurantes, a Ambev colocará em suas embalagens das marcas de cerveja Skol, Brahma e Antarctica um selo para estimular a apresentação de documentos de identidade no momento da compra da bebida. o +ID. “A partir de hoje, este ícone representa um convite para que a sociedade se engaje nesta causa”, destacou o vice-presidente de relações corporativas da Ambev, Milton Seligman.

Em setembro, a Ambev veiculará na televisão um filme de 30 segundos e uma campanha, com peças em jornais e revistas, sobre a importância de não vender bebidas alcoólicas a menores de idade. Essa proibição virou lei no Brasil nos anos 40, sofrendo reformulações nos anos 90, com a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo Seligman, os funcionários da companhia, que visitam cerca de 1 milhão de pontos de venda, entre bares e restaurantes no País, atuarão na orientação aos donos dos estabelecimentos. “Numa primeira etapa serão 3,5 mil bares e restaurantes, mas a expectativa é atingir todos os estabelecimentos em até um ano”, disse. Os investimentos nas campanhas não foram revelados pelas companhias. Para a Abras, as iniciativas não devem gerar impactos negativos sobre as vendas de bebidas alcoólicas.