Brasília

  – O procurador da República do Distrito Federal, Celso Três, encaminhou ontem à Corregedoria Geral da Câmara uma representação denunciando o líder do PFL na Casa, Inocêncio Oliveira (PE), por quebra de decoro parlamentar. Para o procurador, Inocêncio é responsável por manter na Fazenda Carnaíbas, no Maranhão, 58 pessoas em suposto regime de semi-escravidão. O corregedor-geral da Câmara, Barbosa Neto (PMDB-GO), disse que as acusações só serão apuradas após as eleições, para que as investigações não sejam associadas às questões eleitorais.