A Prefeitura do Rio formalizou hoje a contração de uma empresa para monitorar os bueiros na cidade. A Concremat terá de inspecionar 10 mil bueiros por mês, a partir de quinta-feira, dia 11. A medida foi tomada após recorrentes explosões de bueiros em vias da cidade. O trabalho será feito inicialmente em áreas apontadas como de maior risco de ocorrência de acidentes como Centro, Copacabana, Botafogo, Laranjeiras, Flamengo, na zona sul, e Tijuca, na zona norte.

A contratação, em caráter emergencial, por seis meses, é uma iniciativa do acordo de cooperação entre a prefeitura, governo estadual do Rio, Ministério Público e Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (CREA-RJ). O contrato no valor de R$ 4,242 milhões será custeado pela prefeitura.

As 12 equipes, que trabalharão em turnos diurno e noturno, realizarão monitoramentos em caixas de inspeção e câmaras transformadoras para verificar a presença de gases inflamáveis e explosivos. Além disso, as equipes vão verificar a existência de temperaturas acima do recomendado nas instalações elétricas. Um relatório semanal sobre as condições nos bueiros será elaborado e enviado à prefeitura. Os casos de anormalidades serão informados diariamente.