Administrador do maior banco de tecidos musculoesqueléticos do País, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Rio, ampliou a área de captação de doações. Até maio, a instituição só buscava material doado no Estado do Rio. A partir de uma experiência no Paraná, tornou-se capaz de recolher tecidos doados em qualquer outro Estado.

Embora a estrutura esteja pronta, faltam doadores. Em 2014, houve 27 doações; neste ano, até 15 de setembro, mesmo com o aumento da abrangência territorial, foram só 18 doações – duas delas fora do Rio. As duas doações no Paraná renderam ao banco do Into 68 materiais para transplantes.

O banco capta, trata e distribui ossos, tendões e meniscos para serem usados em transplantes nas áreas de ortopedia e odontologia. Além de abastecer o Into, o banco fornece material para cirurgias em outros 47 hospitais do País. Em 2014, o material fornecido pelo Into beneficiou 477 pacientes.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.