A 2.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça recebeu, por unanimidade de votos, denúncia formulada contra o prefeito de Carambeí, Alci Pedroso de Oliveira. Em 1998, ele teria fraudado procedimento licitatório para reforma de uma motoniveladora, favorecendo determinada empresa.

Também por unanimidade, o TJ recebeu denúncia contra o prefeito de São Miguel do Iguaçu, Armando Luiz Polita, que teria realizado licitações irregulares para adequação do sistema de abastecimento municipal com a abertura de poços artesianos. Kazuhiro Tominaga, prefeito de Tapejara, foi denunciado pela prática, em tese, de crime ambiental.

Outra denúncia recebida pela 2.ª Câmara Criminal, foi a formulada pelo Ministério Público contra o prefeito de Doutor Camargo, Paulo Roberto Jardim Nocchi, acusado de negar execução a lei federal, estadual ou municipal sem justificativa à autoridade competente.