Brasília – O publicitário José Eduardo Cavalcanti Mendonça, conhecido como Duda Mendonça, e sua sócia Zilmar Fernandes da Silveira chegaram à 17ª Vara da Justiça Federal em Salvador (BA). Eles devem prestar depoimentos, nesta quarta-feira (16), sobre a acusação de terem se beneficiado de R$ 15,5 milhões de contas nas empresas do empresário Marcos Valério de Souza, acusado de ser o operador do esquema de compra de votos e de pagamento de caixa 2 a partidos da base aliada conhecido como mensalão.

O julgamento da ação em que Duda, Zilmar, Valério e mais 37 réus são julgados está a cargo do Supremo Tribunal Federal (STF), mas Duda e sua sócia requereram que seus depoimentos fossem prestados em Salvador, onde moram. O juiz federal Cristiano Miranda de Santana, titular da 17ª Vara, é quem vai ouvir os depoentes.