O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), negou nesta terça-feira (3) que a iniciativa do presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), de devolver a representação do PSOL à Mesa seja uma manobra para arquivar o processo contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). "Não é manobra. Está voltando para a Mesa porque o processo estava errado", afirmou Jucá. Ainda nesta manhã o segundo-vice presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC), iniciará reunião da Mesa para decidir que encaminhamento será dado ao processo. O presidente do Senado chegou à Casa pouco antes das 10 horas pela garagem, e se dirigiu ao seu gabinete de apoio, na ala Afonso Arinos, onde permanece.