Lula lidera com folga no Datafolha e no Ibope.

São Paulo

– O candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ganhou três pontos percentuais e ampliou a vantagem em relação aos adversários, mostra pesquisa divulgada ontem pelo Datafolha. Ciro Gomes (PPS) perdeu cinco pontos percentuais e agora divide o terceiro lugar na disputa com Anthony Garotinho (PSB), que ganhou quatro pontos. José Serra (PSDB) oscilou positivamente dois pontos, e assume agora a segunda posição de maneira isolada.

Essa é a primeira pesquisa realizada pelo Datafolha após o debate promovido na TV Record, no dia 2 de setembro. O debate foi marcado por constante troca de acusações e ataques entre Serra e Ciro. Lula foi, de certa forma, poupado pelos adversários; Garotinho fez provocações a todos. Lula tem 40% das intenções de voto, seguido por Serra, com 21%. Ciro tem 15% e Garotinho 14% das intenções de voto. Em virtude da margem de erro, que é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Ciro pode ter entre 13% e 17% e Garotinho entre 12% e 16% das intenções de voto e, por isso, os candidatos estão empatados tecnicamente.

Lula e Garotinho foram os únicos candidatos com variações além da margem de erro. Na pesquisa de 30 de agosto o petista tinha 37%; Ciro Gomes, com 20%, dividia a segunda colocação com Serra, que tinha 19%. Garotinho vinha a seguir, com 10%. Zé Maria (PSTU) tem 1% das intenções de voto; Rui Costa Pimenta (PCO) não atinge 1% das menções.

O percentual de eleitores brasileiros que votariam em branco ou anulariam o voto oscilou de 5% para 4%; a taxa dos que se declaram indecisos também oscilou negativamente, de 8% para 6%. O Datafolha ouviu 4862 eleitores em 282 cidades do país e a margem de erro máxima para este levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa mostra que a intenção de voto espontânea (medida pela primeira pergunta feita aos entrevistados, feita sem apresentação de cartão circular com os nomes dos candidatos) em Lula aumentou três pontos em relação à pesquisa anterior, passando de 26% para 29%. Essa é a maior taxa de menções espontâneas ao petista registrada desde junho de 2001.

A taxa de eleitores que citam espontaneamente Serra oscilou de 10% para 11%, e a dos que mencionam Ciro caiu três pontos, passando de 13% para 10%. A taxa dos que citam espontaneamente Garotinho oscilou de 5% para 7%. O percentual dos que não declaram voto espontaneamente em nenhum dos candidatos caiu de 41% para 38%. Essa é a menor taxa de eleitores indecisos nessa série de pesquisas sobre as eleições 2002.

A rejeição a Ciro continua aumentando; em pesquisa realizada no dia 30 de julho o candidato do PPS contava com a menor taxa de rejeição entre os candidatos a presidente. Na pesquisa seguinte, realizada nos dias 15 e 16 de agosto essa taxa aumentou para 17%; o levantamento de 30 de agosto revelou que a rejeição a Ciro atingira 25%; hoje chega a 34% a taxa de eleitores que afirmavam que não votariam no candidato do PPS para presidente.

A rejeição a Serra também aumentou em relação ao levantamento anterior, passando de 27% para 31%. A rejeição aos demais candidatos não apresentou variações significativas. Lula não receberia o voto, sob nenhuma hipótese, de 30% dos entrevistados (eram 31% na pesquisa anterior), e Garotinho é rejeitado por 29% (contra 30% no último levantamento).

Ibope: Lula tem 39 e Serra, 19

Rio

– O Ibope também divulgou ontem a pesquisa semanal de intenção de voto para presidente da República, encomendada pela Rede Globo. O candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, subiu quatro pontos e se mantém em primeiro lugar. José Serra, candidato tucano, subiu dois pontos e está em segundo. Ciro Gomes, do PPS, caiu dois pontos e está tecnicamente empatado com Anthony Garotinho, do PSB, na terceira posição. Luiz Inácio Lula da Silva aparecia com 35% e agora subiu para 39%. José Serra tinha 17% e agora subiu para 19%. Ciro Gomes , do PPS, tinha 17%, caiu para 15%. Anthony Garotinho, do PSB, que aparecia com 11%, agora tem 12%.

O candidato José Maria de Almeida, do PSTU, manteve 1%, como na pesquisa anterior. Votos brancos e nulos representam 4% e não souberam ou não quiseram opinar 10%. A pesquisa ouviu entre sexta-feira e ontem, 3 mil eleitores, em 203 municípios. Lula também aumentou sua vantagem na primeira colocação nas pesquisas para as eleições presidenciais de outubro de 37,7% (34% na última pesquisa), segundo o instituto Sensus, que também divulgou ontem sua consulta popular. Na segunda posição permanece Ciro Gomes, que perdeu sete pontos e passou para 18,3%, seguido por José Serra, que recuperou quase tres pontos e ficou em 17,1%, segundo esta pesquisa realizada a pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Garotinho, também subiu três pontos, e agora se encontra com 13,3% das intenções de voto, empatado tecnicamente com os dois candidatos anteriores. No segundo turno da eleição, Lula venceria qualquer de seus adversários, segundo a pesquisa Sensus, que entrevistou 2.000 pessoas em 195 municípios brasileiros nos dias 5 e 6 de setenmbro. A margem de erro é de 3%