São Paulo

(AG) – Apenas futebol e música preencheram ontem a agenda oficial do pré-candidato a presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Pela manhã ele assistiu ao jogo da seleção brasileira contra a turca, em um telão instalado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Lula, que mostrou ser um torcedor comportado, com poucos gestos e palavras, gostou do jogo, considerou a Turquia o adversário mais difícil do Brasil e disse acreditar que com a Alemanha, na decisão da Copa do Mundo no domingo, vai ser mais fácil, arriscando o placar de 3 a 0. No começo da tarde Lula recebeu a visita do cantor sertanejo Tinoco, da dupla com Tonico, que anunciou seu apoio ao petista.

– Hoje é dia de falar de música e de futebol. Nada mais – resumiu Lula, logo depois do encontro com Tinoco, no Instituto Cidadania, em São Paulo, evitando responder perguntas sobre qualquer outro assunto. Observando que por ser corintiano e torcer para o Brasil em um jogo difícil como o de hoje contra a Turquia já não corre perigo de sofrer um infarto, Luiz Inácio considerou que o importante foi vencer. – O Brasil teve muitas chances de marcar. Acho que valeu. Para nós, brasileiros, o que importa é que o Brasil ganhou. Fizemos um golzinho de bico do Ronaldinho, mas valeu. Haja coração, viu – comentou.

Acompanhado de muitos petistas e sindicalistas, Lula assistiu ao jogo ao lado do deputado federal José Genoíno, candidato do PT ao governo de São Paulo, e do presidente do Sindicato do ABC, Luiz Marinho. Um pouco nervoso, Lula quase não se manifestou durante a partida, a não ser em momentos mais decisivos. No momento do gol de Ronaldinho, abraçou vários companheiros. Genoíno era um dos mais animados. O prefeito de Santo André João Avamileno também viu o jogo com as cerca de 300 pessoas que lotaram o auditório do sindicato. Durante o intervalo Lula saiu do auditório e foi para uma sala reservada da diretoria, voltando quando começava o segundo tempo.

Perguntado se continuava comparando, como fez no último jogo da seleção, o treinador Luiz Felipe Scolari, a quem elogiou, ao ministro Pedro Malan, a quem criticou, Lula explicou que o técnico estava melhor, mas não falou sobre o formulador da política econômica do governo. A análise do pré-candidato do PT foi eminentemente esportiva.

Acerto

– Contra a Inglaterra disse que o Felipão tinha recuperado os fundamentos do futebol. Contra a Inglaterra o Brasil começou efetivamente a jogar bola como sabe jogar bola. E de lá para cá o Brasil vem jogando como um time preparado para ser campeão – disse. Lula lamentou a ausência de Ronaldinho Gaúcho no jogo de hoje, comentando que, com o craque em campo, as coisas poderiam ter sido mais fáceis. Disse que a partida contra a Alemanha vai ser mais fácil e confundiu a Turquia, a seleção adversária de ontem, com Tunísia e depois Hungria.

– Estou convencido de que, embora tenha sido um jogo difícil (o de ontem), o jogo contra Inglaterra foi, na verdade, o começo da Copa do Mundo porque foi ali que o Brasil acertou o passo e mostrou que estava ali para ganhar o jogo. De qualquer forma, valeu. Acho que a Turquia era o adversário mais difícil. Acho que a Alemanha vai ser mais fácil no domingo que vem – disse Lula, que vai também acompanhar a final, no Sindicato do ABC.

Sem saber ainda que papel vai desempenhar na campanha, o cantor Tinoco disse que vai fazer “o que precisar”, seja cantando ou fazendo show, para ajudar Lula.

– Não sei ainda o que vou fazer. Só sei que vou apoiar Lula”.