Foto: Ricardo Stuckert/Agência Brasil

Lula: "Muro não vai ter".

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, em entrevista publicada ontem nos jornais paraguaios La Nación e Ultima Hora, que a Receita Federal está proibida de continuar as obras de um polêmico muro na fronteira de Foz do Iguaçu com Ciudad del Este, supostamente para impedir o contrabando de produtos eletrônicos e cigarros. ?Muro não vai ter. Muro, chega o de Berlim, chega o do México, agora, com os Estados Unidos, chega o da Faixa de Gaza?, disse. ?Não queremos muro.?

Às vésperas da viagem a Assunção, onde estará amanhã, Lula aproveitou a entrevista realizada quinta-feira no Planalto para negar que irá fazer uma oferta de US$ 4 bilhões de compra da parte paraguaia da Usina Hidrelétrica de Itaipu, construída nos anos 1970. No início da semana, o Itamaraty já havia negado a notícia divulgada na imprensa brasileira. O presidente deixou claro também, na entrevista, que acha ?complicado? alterar o tratado entre os dois países que definiu o uso da produção de Itaipu, assinado em 1973.

A imprensa de Assunção critica a falta de interesse do governo brasileiro de atender pedidos do Paraguai, como o aumento no valor da energia excedente do Paraguai. O jornal La Nación destacou hoje que ?Lula lança contra-oferta para não renegociar Itaipu?. O presidente não deu garantias de que o Brasil esteja disposto a aumentar o preço da energia excedente, que pelo acordo de construção da usina tem direito a 50% da produção. O Paraguai só consome 5% dessa energia.

Lula, na entrevista, ressaltou que o Brasil quer ajudar o país vizinho a construir linhas de transmissão e aprovar um fundo de desenvolvimento voltado para as nações do Mercosul. ?O que precisamos discutir nesse momento é como ajudar o Paraguai a ter um crescimento econômico vigoroso, possa se industrializar e ter uma agricultura moderna.?

Na segunda-feira, Lula e o presidente do Paraguai, Nicanor Duarte, vão inaugurar mais duas turbinas de Itaipu, que agora passa a operar com 20 turbinas. A capacidade de geração de energia da usina passa de 12,6 mil MW para 14 mil MW. Lula embarca amanhã para Foz do Iguaçu.