O programa eleitoral no rádio, do candidato pelo PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, iniciou hoje com a representação de dois funcionários de uma empresa de mudanças, Muda Brasil, que não conseguem ligar a ?caminhonete? porque o motor não pega e há problemas mecânicos. O veículo só liga no ?tranco?. O quadro foi comparado à situação da saúde no País. Lula deu um depoimento no qual disse que sua ?prioridade absoluta? é melhorar a qualidade e a rapidez do atendimento em todos os postos médicos e hospitais públicos do Brasil.

        O candidato comprometeu-se, se eleito, a construir mais postos de saúde e hospitais e a investir na prevenção, como em campanhas de vacinação em massa e na melhoria da merenda escolar. ?Criança que é bem alimentada não fica doente?, lembrou. Como já ocorreu em outro programa eleitoral do candidato, ele contou a história de sua esposa que morreu grávida num hospital. Durante o relato, com a voz embargada, Lula chorou. Pelo menos, essa foi a impressão que o ouvinte teve ao escutar no rádio o depoimento do candidato.