O pré-candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a afirmar hoje que o partido tem um ?compromisso? com a retomada do Pró-Álcool.  Lula, no entanto, negou que tenha firmado um acordo para a renovação da frota com o uso de carros a álcool, caso seja eleito. ?Nós viemos conversar, não fechar compromisso. Não sou governo?, afirmou. Ele participou hoje de um encontro com representantes da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica).

Lula lembrou que a legenda produziu um documento em 1998 e reproduziu o material há dois anos sobre a retomada do Pró-Álcool. ?Se o governo resolver retomar, não faz mais do que a obrigação. Não devia é ter desativado. Quase 80% da frota de carros já foi a álcool e, aí, caiu para zero?, disse. O objetivo do encontro de hoje com os representantes do setor sucroalcooleiro, destacou o pré-candidato do PT a presidente, foi estabelecer contato e apresentar a proposta da sigla.

Lula disse ainda que a agremiação faz reuniões semelhantes com vários setores, entre eles, o têxtil, o automotivo e a pecuária.