Manaus – Para protestar contra as atuais formas de concessões públicas dos sinais de rádio e televisão em todo país, representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Manaus (AM) realizaram nesta sexta-feira (5) panfletagens em terminais de ônibus e alguns semáforos na cidade.

De acordo com o presidente da CUT no Amazonas, Valdemir Santana, o ato público reflete o desejo de parte da população quanto à democratização das comunicações brasileiras. Ele destaca que é necessária a participação popular no processo de concessões.

"Essas concessões de rádio e televisão precisam ser mais democráticas e podem ser feitas a partir de audiências públicas porque muitas vezes as concessões acabam ficando para os mesmos donos de televisão. Vários canais digitais serão abertos e a sociedade tem que participar desse processo, sob pena da questão ficar nas mãos de políticos", afirma Santana.

O ato em Manaus faz parte de uma série de manifestações de movimentos sociais e organizações da sociedade civil que lançaram ontem (4) a campanha ?Concessões de Rádio e TV: quem manda é você? (acesse o site da campanha). A idéia é pedir uma melhor avaliação dos critérios necessários para a renovação das concessão de rádio e TV. Hoje vencem as concessões de uma série de veículos. Entre elas, emissoras próprias e afiliadas da Rede Globo, Bandeirantes, Record e CNT/Gazeta.