O ministro das Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia, participa no Palácio do Planalto, de reunião do Conselho Político, formado pelos dirigentes dos partidos que integram a base aliada do governo.

Um dos temas em pauta deve ser a preocupação do governo com a proposta em discussão no Congresso Nacional de dividir com estados e municípios a arrecadação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

A ameaça de votação da proposta é do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), relator da emenda que prorroga a vigência da CPMF. Irritado com a demora da nomeação do secretário de Cultura do Rio, Luiz Paulo Conde, para a presidência de Furnas, Cunha ameaçou acatar emendas que transformam a CPMF em imposto permanente.