São Paulo – Em entrevista à revista Época, a prefeita Marta Suplicy assumiu a culpa pela derrota nas eleições municipais e anunciou que poderá ser candidata ao governo do Estado. "Vou me colocar a serviço da candidatura do presidente. O que foi melhor para a reeleição, eu faço. Se minha candidatura ajudar, o partido vai decidir. Mas eu não estou pleiteando isso neste momento", declarou.

Marta disse que disputou "quase uma eleição presidencial" com o prefeito eleito José Serra (PSDB) e que não confia no PMDB. "O diretório municipal (do PMDB) queria, mas na hora de assinar o acordo veio o (presidente do PMDB paulista) Orestes Quércia e pediu para indicar o candidato a vice. Se eu colocasse o (presidente nacional do PMDB) Michel Temer como meu vice, teria dentro da minha campanha um quinta-coluna. Ele ia atacar o governo Lula de dentro da minha campanha", argumentou.

A prefeita também fez um balanço de sua gestão e concluiu que perdeu por erros de gestão e comunicação, mas acrescentou que acertou mais do que errou.