Cerca de duas mil pessoas visitaram hoje o Museu de Arte de São Paulo (Masp), segundo estimativa divulgada pela direção. É o dobro do público registrado na reabertura, ontem, que ficou abaixo da média diária de visitação do ano passado (1,6 mil). "Está tudo ótimo, está todo mundo feliz. Até o (presidente) Júlio Neves", disse o assessor de imprensa do Masp, Paulo Alves.

Pela manhã, funcionários recolheram câmeras fotográficas de visitantes na entrada do museu. Ontem, o público fotografou à vontade. O Masp ficou fechado por 21 dias, após o furto das telas O Lavrador de Café (1939), de Portinari, e O Retrato de Suzanne Bloch (1904), de Picasso. Nesta segunda-feira será divulgado o balanço oficial da visitação no fim de semana.