A Mattel, por meio de sua assessoria, informou nesta terça-feira (21) que só comentará a abertura do processo administrativo pelo Departamento de Proteção e Defesa ao Consumidor (DPDC) após receber notificação oficial, mas reiterou que seu principal compromisso é com a segurança dos consumidores e que a decisão de fazer o recall dos brinquedos é uma "prova da responsabilidade da empresa com as crianças de todo o mundo". A empresa afirmou ainda que concentrará esforços, "trabalhando junto as autoridades", para que a troca dos produtos ou ressarcimento em dinheiro ocorram o mais rápido possível.

O DPDC investigará se a empresa sabia, ao colocar os produtos no mercado, do risco à saúde e à segurança que os brinquedos representam ao consumidor. A Mattel poderá ser multada de R$ 200 a R$ 3 milhões caso a investigação do DPDC conclua que houve prejuízos aos consumidores.