Ministério da Educação e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) promoverão em breve uma série de oficinas nacionais de radiojornalismo e Educação, as quais reunirão profissionais de todos estados. Nas 15 oficinas será estimulada a participação dos comunicadores no processo de melhoria da qualidade do ensino básico.

Com essa iniciativa, pretende-se retomar o projeto de formação da Rede de Comunicadores em Rádio na Educação desenvolvido pelo MEC e pela Unesco desde 1988. A reativação do projeto teve início em 23 de setembro último. Além de revigorar o contato com radialistas de todo o País, os quais passarão a receber informações sobre políticas, programas e projetos do MEC, há o propósito de ampliar a Rede de Comunicadores com foco na Educação básica, do ensino infantil ao médio. O tema Educação, destaque na mídia nos últimos anos, pode, com isso, ganhar impulso ainda maior.

Desde o final de setembro, radialistas de todo o País receberam mensagens sobre a rede, assim como carta-pesquisa destinada a traçar um perfil dos comunicadores e das emissoras interessadas em Educação. Por meio dos radialistas, o MEC pretende mostrar a pais, alunos e professores da rede pública a importância do envolvimento da sociedade na promoção da qualidade da Educação.

Pesquisas do MEC indicam o interesse dos radialistas em noticiar e debater questões relativas à Educação. Dos participantes das oficinas de capacitação da Rede de Comunicadores, 34% disseram que incluem informação educativa na programação; 74% falaram da disposição de discutir, também, temas como direitos humanos e das crianças, cultura, saúde, cidadania e meio ambiente.

Serviço

: Radialistas e demais comunicadores podem obter mais informações sobre o projeto pelo telefone (61) 410-9192 e pelo endereço eletrônico radialistas@mec.gov.br. (Rubens Amador)