A menina Franciele Oliveira Borges, 2 anos, morreu afogada em uma poça formada no quintal da casa onde morava em Francisco Morato, região metropolitana de São Paulo. A tragédia ocorreu por volta das 20h de terça-feira (6). A poça formou-se a partir de um buraco, aberto para a colocação de um poste.

Ao encontrar o bebê com o rosto dentro da água, a mãe – Nilza de Oliveira, 39 anos – chamou os bombeiros, que levaram a menina para o Hospital Lascas, no mesmo município. Franciele, porém, foi declarada morta às 22h40. O caso foi registrado no distrito policial da cidade.