Um menino de 11 anos morreu ontem à tarde, após ser atingido na cabeça pela trave da quadra de esportes da Escola Municipal Integração, em Vinhedo, interior de São Paulo. O garoto participava de uma atividade com outros colegas de sala.

Segundo informações da Polícia Civil e da escola, o garoto se pendurou na trave para brincar e o material caiu sobre a cabeça do estudante.

O aluno foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado à Santa Casa de Vinhedo. Ele teve traumatismo craniano. A mãe do menino, professora na rede municipal de ensino de Vinhedo, também foi medicada por estar em estado de choque. O corpo do menino foi enterrado hoje à tarde, no Cemitério da Saudade, em Vinhedo.

O delegado titular de Vinhedo, Álvaro Santucci Noventa Júnior, informou que vai instaurar inquérito policial para apurar possível negligência na segurança do material. “Solicitei perícia técnica e vamos ver se houve negligência pela direção do estabelecimento. Vamos saber como era preso o material, se já havia solicitação de troca pelos alunos, se já havia causado algum risco”, afirmou. “Aproveito para fazer um apelo a todos os diretores de estabelecimentos de ensino, prefeituras e secretarias ligadas à educação e esportes: tenham cautela e atenção em relação a isso, para se evitar algo chocante como o que ocorreu aqui.”

O secretário de Governo, José Luís Bernegossi, informou que a Prefeitura receberá os laudos periciais e buscará apurar, bem como a polícia, informações junto a testemunhas, tais como alunos, professores e coordenadores da escola, que atende mil estudantes do 6º ao 9º ano. “Agora estamos preocupados em dar apoio a essa família”, disse Bernegossi. “Vinhedo amanheceu triste, pois foi uma tragédia, uma fatalidade”, afirmou o secretário. A escola permaneceu fechada nesta sexta-feira.