O deputado e senador eleito Aloizio Mercadante (PT-SP) afirmou hoje que “os juros não caem só por vontade política”. Uma preliminar para isso é a estabilidade cambial, mencionou, durante entrevista no comitê de Tarso Genro, candidato a o governo gaúcho pela Frente Popular (PT-PCB-PC do B-PMN).

“Uma condição importante é superávit comercial, que este ano está em US$ 10 bilhões, o que é espetacular”, acrescentou. Questionado se defenderia a indicação da equipe econômica ainda no domingo (27), em caso de vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Mercadante descartou esta possibilidade. “O que vamos iniciar é a equipe de transição”, explicou.

O senador eleito por São Paulo disse que, se Lula vencer a eleição, a transição lhe dará tempo para fazer consultas aos aliados e formar sua equipe de governo. Mercadante criticou o adversário de Lula, José Serra (PSDB), por apostar “na instabilidade e no medo como cabo eleitoral” e não quis avaliar neste momento a hipótese de disputar a presidência do Senado.  “Não sou candidato a nada”, respondeu, acrescentando que a questão só será discutida depois da eleição.

Mercadante e o senador Roberto Saturnino Braga (PT-RJ), que também participou da entrevista, defenderam que a eleição de Lula representaria uma mudança no Brasil e afirmaram que o Rio Grande do Sul não pode ficar de fora deste processo.