O Metrô iniciou, em caráter emergencial e temporário, um a atendimento especial para minimizar os problemas de recarga do Bilhete Único nas 17 estações onde o serviço dos pontos de auto-atendimento estava indisponível. A previsão é que o serviço seja iniciado em todas os locais com o problema até a próxima segunda-feira.

A partir da tarde de hoje, funcionários com coletes de identificação ficarão posicionados nas saídas das estações Santana,Tucuruvi,Vila Mariana, Arthur Alvim e Santa Cruz para fazer a recarga dos bilhetes. Os usuários poderão inserir créditos com dinheiro ou cartão de débito.

Desde anteontem, passageiros enfrentam problemas e filas nas bilheterias da estações Ana Rosa, Vila Mariana, Santa Cruz, Praça da Árvore, Saúde, São Judas, Tucuruvi, Parada Inglesa, Jardim São Paulo, Santana, Armênia, Corinthians-Itaquera, Arthur Alvim, Guilhermina-Esperança, Vila Matilde, Penha e Patriarca. Os pontos de recarga desses locais estão inoperantes porque a SPTrans, empresa que gerencia o transporte coletivo em São Paulo, abriu processo para descredenciar a empresa Serviços Digitais, por quebra de contrato.

De acordo com a SPTrans, a empresa deixou de repassar os valores arrecadados com a venda dos créditos à prefeitura há cerca de 15 dias e, por isso, está impedida de realizar o serviço.

Ontem, o Metrô anunciou que ia lançar dois editais de licitação para contratar uma nova empresa responsável pela recarga dos bilhetes.