Marcelo Sant?ana/O Estado de Minas

Missa de corpo presente, em Mariana (MG), foi acompanhada por quatro mil pessoas.

O corpo do arcebispo de Mariana (MG), dom Luciano Mendes de Almeida, foi sepultado ontem na catedral da cidade, depois de uma missa de corpo presente de três horas acompanhada por cerca de quatro mil pessoas.

Participaram do velório do religioso, na Igreja do Carmo, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama, Marisa Letícia e mais quatro ministros. Lula discursou e disse que com a morte do arcebispo, que se dedicou muito aos pobres durante toda a sua vida, ?pesa sobre as nossas costas, agora, mais responsabilidade do que pesava antes, porque antes a gente podia dizer: ?dom Luciano vai fazer? e, agora, nós temos que dizer: ele não está mais aqui e nós teremos que nos transformar em muitos dom Lucianos para cumprir a sua tarefa?.

Ainda não há um nome definido para substituir dom Luciano em Mariana, segundo informaram o presidente da CNBB, dom Geraldo Magela, e o núncio apostólico, Lorenzo Baldisseri. ?Foi um homem que se dedicou aos pobres e ao evangelho?, comentou dom Geraldo, lembrando também que muitos falaram da santidade dele.

Papa

O papa Bento XVI enviou mensagem ao vigário-geral da Arquidiocese de Mariana, padre Marcelo Moreira Santiago, lamentando a morte de dom Luciano. A informação foi confirmada pela própria arquidiocese, que divulgou na íntegra a mensagem enviada pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Sodano. ?Sua Santidade exprime sentidas condolências a todos enlutados, em especial aos familiares, à própria arquidiocese e extensiva à Companhia de Jesus. concede, como penhor de conforto e esperança em Cristo ressuscitado, propiciadora bênção apostólica?, dizia a nota.