O soldado Matheus Ferreira Lopes Aguiar, preso na operação desta segunda-feira, 21, é suspeito de ter vazado ao traficante foragido da Justiça Marco Antônio Jacinto da Silva informações sobre as ações militares de combate ao crime no Rio.

De acordo com inquérito policial sobre o caso, o militar de 19 anos seria amigo do criminoso, conhecido ‘Biscole’ e ligado à facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Ainda segundo o inquérito policial, o militar teria repassado informações sobre quando e onde seriam as ações coordenadas pela Polícia Civil, com apoio das Forças Armadas e da Polícia Militar, no último dia 16, “frustrando a operação policial”. Oficialmente, os militares afirmaram não ter indícios de vazamento, após a ação frustrada.

Biscole seria um dos comandantes do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro, no Município de São Gonçalo “possuindo vários mandados de prisão expedidos pela prática do tráfico ilícito de entorpecentes, além de outros delitos, como homicídio qualificado”.

A prisão temporária dos dois indiciados foi decretada “para que se possa materializar as provas do delito e evitar que mais operações iminentes sejam vazadas aos demais integrantes da organização criminosa”. Eles foram indiciados por ” associação para a produção e tráfico e condutas afins”.

A reportagem ainda não localizou a defesa do militar preso.