Brasília – A equipe econômica venceu a disputa para a definição do novo salário mínimo, praticamente fechado em R$ 260. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva só está esperando o ministro da Fazenda, Antônio Palocci Filho, voltar amanhã dos Estados Unidos para anunciar o valor, que vai vigorar a partir de 1.º de maio. No mesmo pacote, Lula também incluirá o aumento do salário-família, que deverá passar dos atuais R$ 13,48 para R$ 25 por filho. “É bem menos do que eu gostaria, mas não tem jeito”, lamentou Lula em conversas reservadas com petistas, ontem, em São Bernardo do Campo. Os ministros da área social, política e de infra-estrutura do governo defendiam R$ 270, fora o reajuste do salário-família.