O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso denunciou os ex-deputados federais Celcita Pinheiro e Lino Rossi pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção, fraude e formação de quadrilha. Eles são acusados, junto com o empresário Luiz Antônio Vedoin e o seu pai, Darci Vedoin, donos da Planam, de terem desviado R$ 110 milhões da União a partir de 2001.

Outros parlamentares do escândalo das sanguessugas devem ser denunciados com base nas investigações da Polícia Federal. Os Vedoin são apontados como chefes do esquema na fraude que consistiu no superfaturamento e aquisição de veículos e equipamentos hospitalares em vários Estados.

Atual secretária de Estar Social de Cuiabá, Celcita está viajando e não vai comentar o assunto, informou a assessoria de imprensa da prefeitura. O prefeito Wilson Santos (PSDB) não confirmou a permanência dela no cargo.