O policial militar reformado e advogado Mizael Bispo de Souza, de 40 anos, principal suspeito na morte de sua ex-namorada Mércia Nakashima, de 28 anos, disse à imprensa hoje que ele e o vigia Evandro Bezerra da Silva não são amigos e que o vigia mentiu ao afirmar em seu depoimento que Mércia foi morta por Mizael. “Ele não é meu amigo então ele não sabe da minha vida com a Mércia”, disse Mizael.

Evandro foi preso na semana passada em Sergipe e afirmou que a morte da advogada foi planejada pelo ex-namorado, que se sentia rejeitado com o fim do relacionamento. O vigia afirmou ter buscado Mizael na represa em Nazaré Paulista, no interior de São Paulo. O corpo de Mércia foi encontrado no local no dia 11 de junho.

Mizael deve se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarulhos para prestar novo depoimento na próxima semana.