São Paulo – A modelo Lucinéia Capra, acusada junto com o seu marido Guilherme Campos de tráfico internacional de drogas, vivia em Rio Claro há mais de seis meses e, além de constantemente acompanhada de pessoas falando espanhol e freqüentando bares chiques da cidade, ostentava riqueza circulando sempre com veículos importados. Agora o casal está foragido. Lucinéia era uma mulher normal que a princípio não despertava qualquer suspeita. “Eles dizem que ela era de conversar pouco, e que normalmente saía com a filhinha (Evelyn, de 11 meses)”. Também se soube que o casal pagou R$ 160 mil à vista na compra de uma residência na cidade.