As mordomias desfrutadas nas celas pelos presos na Penitenciária II, de Sorocaba, como televisores de LCD, notebooks, aparelhos de MP3 e até cama king-size, levaram à demissão da diretoria. O diretor geral Cássio Ribeiro de Campos foi afastado do cargo. O comando do presídio passa a ser exercido, a partir de amanhã (31/10), pelo titular da Cadeia Pública de Americana, Marcelo Ferroni Persike. Os demais dirigentes da penitenciária de Sorocaba também foram substituídos, segundo o coordenador das Unidades Prisionais da Região Central, José Reinaldo da Silva.

A penitenciária tem 1.439 presos e não registra fugas ou rebeliões há dez anos. O juiz da Vara de Execuções Criminais de Sorocaba, José Eduardo Marcondes Machado, abriu procedimento administrativo para apurar as irregularidades no presídio.