O motorista que furou o bloqueio da CET e atropelou sete corredores que participavam de uma maratona na região do parque do Ibirapuera no final de semana foi transferido para um CDP (Centro de Detenção Provisória) de São Paulo na manhã de hoje.

O motoboy Ricardo Gonçalves dos Santos, 32, estava preso na carceragem do 26º DP (Sacomã) e foi levado para o CDP de Pinheiros, na zona oeste, por volta das 11h de hoje.

Em depoimento à polícia, ele contou que invadiu o espaço dedicado aos atletas após ser fechado por um outro veículo na avenida Pedro Álvares Cabral, por volta das 8h30 de domingo.

Ele disse que iria se encontrar com amigos para jogar futebol no parque Villa Lobos, na zona oeste. O motorista não soube identificar o outro carro envolvido no acidente.

Ao menos dois corredores ficaram gravemente feridos e foram socorridos pelo Samu. De acordo com o Corpo de Bombeiros, os outros corredores tiveram apenas ferimentos leves e foram levados para hospitais da região.

O metalúrgico foi submetido ao teste do bafômetro, que deu resultado negativo. O motorista foi indiciado por homicídio culposo -quando não há intenção de matar.