Cerca de 100 integrantes de movimentos que lutam por moradia protestam hoje (7) em frente ao prédio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), na Rua Boa Vista, região central da capital paulista. Os manifestantes exigem que a entidade dialogue com a Caixa Econômica Federal sobre qual valor deve ser repassado para que tenha início uma obra de conjunto habitacional no Jardim Guaracá, zona leste da cidade, que beneficiará mais de 120 famílias.

Segundo a coordenadora da Frente de Luta por Moradia no Estado de São Paulo, Maria do Planalto, as famílias estão cadastradas e esperam há quatro anos pela habitação. De acordo com Maria do Planalto, existe terreno para a construção das moradias. “A CDHU diz que a Caixa deve repassar R$ 4 milhões para o início das obras. Mas nós não aceitamos esse valor. Achamos que deve ser mais baixo. Há três anos, esse terreno foi desapropriado por R$ 940 mil”, disse.

Maria do Planalto informou que o grupo tem audiência marcada às 12h30 com Antonio Carlos Amaral, presidente do CDHU; com Silvio França Torres, Secretário de Habitação e com um representante da Caixa. “Se eles não atenderem às nossas reivindicações hoje, nós vamos montar acampamento em frente a CDHU”.