O Ministério Público ofereceu denúncia à Justiça contra 8 empresários e um falso engenheiro, responsáveis pela execução da obra que desabou em 27 de agosto de 2013, matando 10 pessoas. No acidente, ocorrido na Avenida Mateo Bei, zona leste da capital, também ficaram feridas outras 12 pessoas.

O MP ainda pede que a Justiça condene a arquiteta Rosana Januário Ignácio a pagar indenização de R$ 1 milhão aos familiares das vítimas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Paraná Online no Facebook