O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF), que já investiga denúncias de uso ilegal de cartões de créditos corporativos por funcionários da Presidência da República, instaurou nesta sexta-feira (25) uma investigação sobre o uso de cartões por ministros de Estado. De acordo com a decisão do MP, o uso indevido desses cartões representa "imoralidade administrativa" e causa prejuízo ao patrimônio público.

A primeira investigação – relativa a cartões da Presidência – foi aberta a pedido do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP). Nas diligências feitas nessa primeira investigação, os procuradores da República inspecionaram documentos fiscais sigilosos da Presidência e requisitaram a relação dos portadores desses cartões corporativos. Agora, o MP avalia os dados fiscais dessas pessoas.