São Paulo – Após ser indiciada pelo seqüestro de uma criança em uma maternidade do Guarujá, Silvania Clarindo de Souza será indiciada por ter simulado a maternidade de seus outros três “filhos”. Segundo a polícia, ela confessou não ser a mãe biológica de nenhuma das crianças. O caso começou no dia 21 de janeiro, quando Silvania, moradora do Guarujá, no litoral sul de São Paulo, foi indiciada por subtração de incapaz e parto suposto de Felipe. Ele foi roubado da maternidade Guilherme Álvaro no dia 10 de abril de 2001. Exames de DNA já comprovaram que Felipe não é filho de Silvania, que confessou o crime. O garoto já está com seus pais verdadeiros. Nesta segunda, a polícia descobriu que o outro filho de Silvania, Érik Henrique, também foi seqüestrado de uma maternidade, desta vez no Hospital Santo Amaro, também no Guarujá.