Uma comerciante teve a bolsa roubada por dois ladrões, na tarde de quinta-feira, 13, no interior do 1º Distrito Policial de Salto, a 105 quilômetros da capital, região de Sorocaba, interior paulista. A vítima não quis ser identificada por temer pela sua segurança.

Após sacar R$ 13,5 mil, a comerciante, cujo celular havia sido clonado, resolveu passar na delegacia, localizada no Jardim das Nações, para registrar em boletim de ocorrência a clonagem do aparelho. Sem saber que havia sido seguida, a vítima, quando esperava para ser atendida já dentro da delegacia, foi abordada por dois bandidos, que exigiram a bolsa dela.

Tudo foi testemunhado por dois policiais que estavam do outro lado do balcão, para onde a mulher, durante luta corporal com um dos bandidos, ainda jogou a bolsa na tentativa de evitar o roubo. Um dos assaltantes não teve dúvida: pulou o balcão, pegou a bolsa e, na volta, foi retido pela comerciante, que novamente se atracou com ladrão.

No momento em que ouviu do criminoso uma ordem para que o comparsa atirasse nela, a comerciante desistiu e deixou que a dupla fugisse com a bolsa, que foi encontrada depois abandonada no meio da rua, sem o dinheiro. Com um dos braços feridos, a mulher, indignada com a total omissão dos dois policiais, ainda ouviu deles que nada foi feito porque eles (os policiais) pensaram que fosse uma briga de casal.