Agência Câmara

– Nesta nova legislatura, a bancada feminina no Congresso Nacional começa maior. O número de mulheres no parlamento cresceu 45%, passando de 35 para 53 congressistas 43 na Câmara e 10 no Senado. Mas esta ampliação não garantiu às mulheres participação no comando da Câmara ou do Senado.

Na Câmara, dos partidos que tinham direito a ocupar um dos 12 cargos da Mesa Diretora, nenhum indicou representante da bancada feminina. Na avaliação da coordenadora da bancada feminina no Congresso Nacional, deputada Iara Bernardi (PT-SP), é preciso garantir mais espaço para a representação feminina, inclusive a indicação de mulheres para a eleição da próxima Mesa, que ocorrerá daqui a dois anos.

De acordo com Iara Bernardi, enquanto isto não acontece, a bancada feminina quer valorizar sua participação nas Comissões da Casa, para garantir a representatividade das mulheres brasileiras. “Vamos conversar com as parlamentares sobre o fato de que elas não podem esquecer que representamos as mulheres brasileiras e que é grande a expectativa em relação ao nosso trabalho. Temos um número significativo de mulheres no parlamento, mas que ainda é pequeno e, por isto, temos que redobrar o nosso trabalho” , afirma.