O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou hoje os pedidos de habeas corpus para os policiais militares envolvidos no caso Rafael Mascarenhas. Segundo o TJ-RJ, havia dois pedidos de habeas corpus a favor do cabo Marcelo Bigon e um a favor do sargento Marcelo Leal de Souza Martin.

Eles são acusados de cobrar R$ 10 mil para liberar Rafael Bussamra, que atropelou Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, no dia 20 de julho, no Túnel Acústico, na Gávea, zona sul do Rio. Eles foram expulsos da corporação em 5 de outubro.