O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), reafirmou nesta sexta-feira, 29, que não há possibilidade de recuo na política de pacificação adotada pelo Estado. Segundo Pezão, o episódio ocorrido no morro Santa Marta na noite de quinta-feira, 28, foi reação de bandidos à prisão de criminosos.

“Há 15 dias a polícia prendeu um bandido que tentava voltar. Mas isso não vai desestabilizar o processo de pacificação. Ninguém vai desestabilizar esse processo. A segurança pública vai continuar firme e o secretário (estadual de Segurança, José Mariano) Beltrame tem todo o meu apoio e carta branca para continuar a trabalhar”, afirmou Pezão.

Segundo o governador, não há registro de homicídios no Santa Marta há quase sete anos.