O presidente do Banco do Brasil, Antônio Francisco de Lima Neto, reuniu-se nesta sexta-feira (23) pela manhã, em São Paulo, com representantes de entidades sindicais bancárias ligados ao banco Nossa Caixa. Segundo o presidente da Federação dos Bancários do Estado de São Paulo, Davi Zaia, que participou do encontro, foi dada a garantia de que não haverá demissões.

"Em princípio, não há nenhuma posição de demissão, já que num processo de incorporação os funcionários são absorvidos. A nossa preocupação é com o dia-a-dia", afirmou Zaia, que é funcionário da Nossa Caixa há mais de 30 anos. Ele explicou que a reunião foi convocada pelo Banco do Brasil na quarta-feira, após o anúncio da incorporação em fato relevante, "para esclarecer aos funcionários como vai funcionar o processo de incorporação do banco".

Segundo Zaia, a direção do BB garantiu que os trabalhadores do Nossa Caixa terão acesso a todo o processo de negociação. O sindicalista afirmou ainda que o comando dos funcionários do banco vai se reunir na próxima segunda-feira para definir quais serão as reivindicações e a participação dos trabalhadores no processo. "O banco se dispôs a continuar conversando com os funcionários e a manter o processo de negociação", explicou Zaia.