Nove homens foram presos nesta tarde em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), quando se passavam por agentes do Corpo de Bombeiros. O grupo, que foi preso após denúncia de um popular que estranhou a metodologia utilizada, promovia a venda de equipamentos para gás de cozinha, como registros e mangueiras, no bairro Belmont.

Segundo o denunciante, um dos homens se dizia membro do “Setor de Vistorias” do Corpo de Bombeiros e relatava irregularidades nos equipamentos das casas vistoriadas. Os demais se encarregavam pela venda e instalação dos novos equipamentos.

No momento da prisão, dois dos homens aplicavam o golpe e outros sete se encontravam em uma Kombi. Segundo um dos homens, todos trabalhavam para Guilherme Rodrigues de Souza, proprietário de um depósito de gás no mesmo bairro e que também foi preso.