O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse nesta quarta-feira, no Recife, que a proposta do governo federal de construir um novo aeroporto em São Paulo como uma das formas de enfrentar a crise aérea, "é coisa para 10, 15 anos". "Não funciona", afirmou. Segundo ele, o governo federal deve se concentrar, "como já devia ter feito no passado", nos aeroportos de Guarulhos e de Viracopos, em Campinas, que, ampliados, poderão dar conta do processo.

"Aeroporto novo, para o futuro, vem depois disso, porque do contrário vamos estar jogando a solução do problema para muito distante", observou, ao destacar não ser fácil fazer um aeroporto na região da grande São Paulo. Ele defendeu a criação de um sistema de transporte ferroviário do centro da capital para Guarulhos com a cooperação federal e participação da iniciativa privada. "Demoraria mais ou menos o mesmo para se fazer a terceira pista".

Da mesma forma, ele considera possível fazer uma obra semelhante até Viracopos. "O governo de São Paulo está disposto a cooperar nessas obras, embora os aeroportos sejam de responsabilidade federal", disse.