O número de registros de armas de fogo no Brasil bateu recorde em 2019. No primeiro ano da gestão do presidente Jair Bolsonaro foram 44.181 registros concedidos a pessoas físicas, entre janeiro e novembro, segundo dados obtidos pelo O Globo – o equivalente a cinco por hora. O número de registros, diz o jornal, é o maior concedido pela Polícia Federal desde o início da série histórica, em 2010, com alta de 29% em relação a 2018.

+ Leia mais: Só tinha cerveja quente no mercado? Confira dicas pra gelar a bera bem rapidinho!

Os dados não consideram registros para colecionadores, atiradores, caçadores, além de órgãos públicos e empresas de segurança. Durante o ano, Bolsonaro editou oito decretos sobre porte e posse de armas, sendo que quatro foram revogados pelo Congresso.