São Paulo (ABr) – A obra da futura Estação Pinheiros do metrô de São Paulo continuará parada até que as construtoras responsáveis entreguem um laudo técnico que comprove sua segurança. A informação foi dada pelo delegado regional do Trabalho de São Paulo, Márcio Chaves Pires. As obras no trecho onde ocorreu o desabamento em 12 de janeiro estão embargadas desde o dia 30. Segundo Pires, só será expedida uma autorização para o reinício dos trabalhos após a análise do laudo.

Não há um prazo estabelecido em lei para a entrega dos documentos solicitados pelo Ministério do Trabalho e Emprego?, afirmou o delegado. Ele disse acreditar que o consórcio Via Amarela, responsável pela obra, tenha total interesse em atender a notificação do ministério.

Para que a obra seja desembargada, deverão estar definidos nos documentos o método de escavação do túnel, os riscos a que os trabalhadores estarão expostos e as respectivas medidas preventivas e o sistema de monitoramento da movimentação das estruturas e do terreno, assim como os procedimentos de repasse de informações.

Ao mesmo tempo, o Sindicato dos Metroviários aguarda resposta do Ministério Público sobre o pedido de embargo de toda a Linha 4 .