Para o comando das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), os ônibus incendiados são mais um episódio do “caos” gerado pela disputa das facções atuantes nos morros. O Comando Vermelho (CV)controla os morros da Coroa, Fallet e Fogueteiro. A Amigo dos Amigos (ADA), São Carlos e Mineira.

Os conflitos entre facções eram constantes antes da instalação das UPPs, em 2011. Após a entrada da PM, houve tiroteios eventuais. Invasão semelhante à recente ocorreu com traficantes da ADA do São Carlos, que, de 2005 a 2009, progressivamente, tomaram todos os pontos de vendas de drogas da Mineira, antes controlado pelo CV.

Segundo o major Marcelo Corbage, porta-voz da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), os conflitos nas comunidades são influenciados diretamente por chefes dos tráfico nos morros da Pedreira, comunidade na zona norte dominada pelo ADA, e do Chapadão, reduto do CV.

Traficantes dessas favelas estariam sendo recrutados para atuar nos morros entre Centro e Santa Teresa, que desde o dia 8 estão ocupadas pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). “Eles trabalham como mercenários. O fenômeno não é novo, mas recentemente se tornou muito maior”, disse o major.