São Paulo

– O sociólogo petista Francisco de Oliveira afirmou ontem, em São Paulo, que o processo que o chefe da Casa Civil, José Dirceu, prometeu mover contra ele é um “desastre político”. Oliveira, que chamou Dirceu de “safado e espertalhão”, em palestra, na semana passada, no Rio, considera que ele levou as críticas para o “lado pessoal”. O ideal, segundo o sociólogo petista, seria fazer o debate político. Oliveira participou do Seminário Novos Desafios da Esquerda na América do Sul, promovido pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, em parceria com a fundação alemã Rosa Luxemburgo. “Ele (Dirceu) vai processar-me, é um direito dele, mas, politicamente, é um desastre”, afirmou o sociólogo, um dos fundadores do partido.